PERDÃO

5 11 2008

INÍCIO: MAGA JÁ ESTÁ EM CENA

Maria Linguaruda – Maga! Maga!

Maga – Oi Maria Linguaruda!

Maria Linguaruda – Que bom que encontrei você! Sabe pra quê?

Maga – Pra quê?

Maria Linguaruda – Porque estou morrendo de vontade de brincar! E não tenho amiguinho!

Maga – Então vamos brincar!

Maria Linguaruda – Ah, que bom, Maga!

Maga – Vamos convidar o Zé para brincar com a gente?

Maria Linguaruda – Isso! Vamos chamá-lo!

Maga – Sim!

Maria Linguaruda e Maga – Zé, Zé, Zé…

– Ôpa! Tô chegando meninas!

Maria Linguaruda – Oi Zé!

– O que vocês querem?

Maga – Vamos brincar!

Maria Linguaruda – Isso mesmo!

– Jóia! Vou  brincar! Hoje eu to animado!

Maga – Que bom!

– Que tal a gente chamar o Gugu também?

Maria Linguaruda – Jóia, ele vai ficar feliz!

Todos – Gugu, Gugu!

Gugu – Eu não vou!

Maga – Não vem? Mas por quê?

Gugu – Eu não vou não!

Maria Linguaruda – Mas porque Gugu? Vem aqui, nós queremos brincar com você!

Gugu – Eu já falei que não vou!

– Ei cara, o que foi? Que bicho te mordeu, heim? Vem cara!

Maga – Mas porque você  não quer vir?

Gugu – Eu to com vergonha!

Maga e Maria Linguaruda – Vergonha?

– Ué! Ele nunca foi envergonhado! Pelo contrário, ele é sem vergonha! Né meninas?

Maga – Oh Gugu! Vem cá!

Maria Linguaruda – Vem Gugu!

– Vem logo cara, se não eu vou te buscar aí embaixo!

Gugu – Não, não precisa! Eu já vou! (aparece com o nariz coberto de esparadrapo)

Maga – Shi! O que foi que aconteceu com o seu nariz Gugu?

Gugu – (chorando) Eu vou dizer o que aconteceu com o meu nariz, snif, snif. Sabe o que foi?

Todos – o quê?

Gugu – Eu tava lá na escada, lendo um livrinho, aí, passou a Maria Linguaruda e “thcum”, pisou em cima do meu nariz!

Maga e  – Em cima do nariz?

Maria Linguaruda – Mas foi sem querer, Gugu!

Gugu – E depois ela veio pedir perdão e eu já falei que não perdôo!

Maria Linguaruda – Eu já disse que foi sem querer!

Gugu – Mas eu não perdôo.

– Calma gente!

Maga – Gugu, que feio! Você não quer perdoar mesmo?

Gugu – Não! Já decidi! Não perdôo.

Maga – Gugu! Você Sabe o que a Bíblia diz sobre o perdão?

Gugu – A Bíblia? Ele diz alguma coisa é?

Maga – Claro! A Bíblia diz quantas vezes nós devemos perdoar o próximo.

Gugu – É mesmo?

– É mesmo cara! E sabe quanto é?

Gugu – Na, na, não!

– É 70 vezes 7.

Gugu – O quê?

– É 70 vezes 7.

Maga – É isso mesmo Gugu!

Gugu – Oh! Você já imaginou o tamanho do meu nariz, se ela pisasse tantas vezes em cima dele?

Maria Linguaruda – Ah! Mas eu não ia pisar em cima dele!

Gugu – Não perdôo, não perdôo.

Maga – Gugu, você sabe fazer a oração do Pai Nosso?

Gugu – A oração do Pai Nosso?

Maga – É Gugu!

Gugu – Sei, sei sim!

Maga – Então faça uma vez!

Gugu – Fazer agora?

Maga – É Gugu!

Gugu – Zé, se eu me engasgar um pouquinho, você me ajuda?

– Ei cara, você não sabe?

Gugu – Chi… (Fala baixo, risadas). É que eu engasgo de vez em quando.

– Tá legal! Pode mandar que eu ajudo!

Gugu – Então vamos lá! “Pai nosso… como no céu, é, é.

– O pão nosso de cara!

Gugu – O pão nosso… Hoje, e, ah! Esqueci! Essa parte eu esqueci!

Maga – Mas essa é a parte mais importante!

Gugu – Engraçado! Bem nessa parte eu vou esquecer (risadas envergonhadas).

– Mas eu não esqueci, e vou te ajudar! Perdoai…

Gugu – Perdoai as nossas… Assim como perdoamos, churum, churum (fala rápido)

Maria Linguaruda – Nossa! Eu não entendi nada!

– Você parecia uma metralhadora, cara!

Maga – Oh, Gugu! Você tem que falar devagar.

Gugu – Tá legal. Perdoai… Assim, churum, churum…

Maga – Gugu! Assim não vai dar! Pois você mesmo tem que entender aquilo que está falando!

Gugu – É mesmo?

Maria Linguaruda – É, pode falar, que essa parte é a mais importante.

Gugu – É…, perdoai… (voz de choro) assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.

Maga – Pois é Gugu, como você quer que Deus te perdoe se você não perdoa a Maria Linguaruda? Deus está pronto para te perdoar!

Gugu – Quer dizer que eu tenho que ir lá, dizer para ela que eu a perdoou?

– É claro, cara! Já ta demorando!

Gugu – (Fala com Maria) Oi!

Maria Linguaruda – Oi

Gugu – Eu queria falar com você!

Maria Linguaruda – É mesmo?

Gugu – Não, dá eu não consigo!

– Vai lá cara, você não é homem?

Gugu – Eu sou!

– Então cara, se você não vai com suas próprias forças, eu sei de alguém que pode te dar toda a força.

Gugu – É? Quem?

– Esse alguém é Deus, e é só você pedir para ele, que ele te dá toda a força.

Maga – Isso Gugu, peça agora mesmo em oração!

Gugu – Eu vou pedir agora mesmo! “Querido Jesus, eu quero pedir, que o Senhor me dê força para perdoar Maria Linguaruda, eu não estou conseguindo. Me ajude, amém”.

Todos – Amém

(Gugu se aproxima de Maria Linguaruda)

Gugu – Maria!

Maria Linguaruda – Oi!

Gugu – Eu te perdôo!

Maria Linguaruda – Mesmo?

Gugu – Mesmo, mesmo, mesmo!

Maria Linguaruda – Ai que bom! (eles se abraçam)

Gugu – Como é bom saber perdoar!

– É isso aí rapaz, parabéns!!!!

Gugu – É, Deus me ajudou.

Maga – É muito importante a gente pedir perdão, mas é mais importante perdoar. Sabe, perdoar é esquecer e não olhar para trás, aquilo faz parte do passado agora.

Maria Linguaruda – E como a gente se sente feliz agora, né Gugu?

Gugu – É verdade.

– Ei criançada, vamos cantar uma música?

Maga – Aquela música que diz: A melhor oração é o perdão.

 

“A MELHOR ORAÇÃO É O PERDÃO (BIS)

SE TU PODES PERDOAR

TU PRECISAS ORAR

A MELHOR ORAÇÃO É O PERDÃO”.

 

Obs.: Pode substituir por uma música de perdão já conhecida.

Anúncios

Ações

Information

One response

14 10 2009
vanderleia

essa historinha é linda adorei vou usar com as crianças na escolinha dominical………… parabenssssssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: